O que faz um bom poema? O que todo poeta precisa saber

by CJ McDaniel // abril 29 // 0 Comments

Ao escrever qualquer obra literária, há a necessidade de entregar a redação perfeita. Seja em prosa, drama ou poesia, uma boa peça de escrita garante que o autor alcance e cativa um grande público.

É essencial para você, como autor, escrever um bom poema. Há toneladas de boa poesia lá fora. Então, você tem que ser extraordinariamente bom para fazer um nome para si mesmo.

Este artigo se concentra no que faz um bom poema. Continue lendo para uma compreensão aprofundada do tema.

O que faz um bom poema?

Na maioria das vezes, você tem que ler muitos poemas antes de encontrar um que te atraia. Em essência, o quão atraente é um poema, depende da pessoa lê-lo. No entanto, algumas coisas podem tornar seu poema bom o suficiente para ser publicado e aceito por uma audiência. Vamos discuti-los em detalhes.

Transmitir ideias da melhor forma: Use qualquer estilo que você sinta que lhe permitirá expressar seu poema da melhor maneira possível. Você pode fazer seu poema rimar ou não. Apenas certifique-se de que o que você escolhe transmite bem suas ideias.

Faça a escolha certa da palavra: Palavras são as cores do seu poema. Portanto, as palavras que você usa devem ser claras e relevantes para o seu poema. Às vezes, mudar uma palavra pode melhorar a qualidade de um poema.

Use imagens claras: Um bom poema deve ter imagens claras que expressem as ideias. Ajuda o poema a mostrar aos leitores do que se trata, em vez de dizer a eles. Então, faz sentido para os leitores.

Dê espaço para a imaginação: Um bom poema não deve dar muito pouco ou muitos detalhes. Não deve esconder o que o poema pretende e, ao mesmo tempo, não soletrar tudo o que o poeta quer entregar. Deve criar espaço para os leitores imaginarem e experimentarem o poema.

Ter forte qualidade emocional e intelectual: Um bom poema deve evocar uma forte reação emocional dos leitores. O poema também deve ser tal que o leitor irá decifrá-lo cuidadosamente. Deve fazê-los pensar e sentir o que narra.

Tipos comuns de poema

Soneto: É de origem italiana. Geralmente tem duas formas: o shakespeareano (elizabetano) e o Petrarco (italiano). É principalmente sobre amor e é um poema de 14 linhas. O soneto Petrarchan tem duas estrofes e contém uma observação ou uma pergunta nas primeiras oito linhas.

A segunda estrofe também responde à pergunta ou responde à observação feita na primeira. O esquema de rimas é ABBA, ABBA e CDE CDE. Um exemplo é “Soneto 227” de Petrarca, traduzido por A.S. Kline.

Por outro lado, o soneto shakespeareano tem quatro estrofes. As três primeiras estrofes têm quatro linhas cada, e a última é um acoplado (2 linhas) que geralmente é a conclusão. O esquema de rimas é ABAB, CDCD, EFEF e GG. Um exemplo é “Não deixe-me casar de mentes verdadeiras”, de William Shakespeare.

Haicai: É de origem japonesa. Geralmente se concentra na beleza e na natureza. Ele também tende a colocar duas ideias ou imagens lado a lado, e sua pronúncia as diferencia. É um poema de três linhas e às vezes contém dezessete sílabas.

A primeira e a terceira linhas têm cinco sílabas, enquanto a segunda linha tem sete sílabas. Exemplos são “a lâmpada uma vez fora” de Natsume Soseki e “Um velho lago silencioso” de Matsuo Basho.

Verso livre: Não tem regras específicas. Então, não tem um esquema de rima consistente ou forma musical. Você pode escolher rimar ou não. Um exemplo é “Retrato de uma dama”, de William Carlos Williams.

Limerick: Este é um poema bem-humorado. Geralmente contém conceitos elementares que aparecem como uma piada. Geralmente é um poema de cinco linhas com uma única estrofe. Isso compreende duas linhas mais longas, duas linhas mais curtas e uma linha de fechamento (que enfatiza a piada).

As longas geralmente têm de 7 a 10 sílabas, as linhas mais curtas, de 5 a 7 sílabas, e a linha de fechamento, de 7 a 10 sílabas. Seu esquema de rima é AABBA. Um exemplo é “o homem de Nantucket”.

Solilóquio: Um monólogo expressa os pensamentos internos do personagem. Geralmente envolve o personagem falando diretamente para si mesmo em voz alta.

Ode: Isso se concentra em uma pessoa específica, evento ou coisa. Às vezes, é um tributo (não necessariamente a um sujeito morto). Normalmente não é necessário rimar e não segue um padrão regular. Um exemplo é “Ode ao vento oeste”, de Percy Bysshe Shelley.

Villanelle: Contém muitas repetições e é um poema de 19 linhas. Também tem cinco estrofes com três linhas cada. Além disso, tem uma estrofe de fechamento com quatro linhas. Às vezes, a linha 1 e a linha 3 contém repetições. Às vezes, ABA, ABA, ABA, ABA e ABAA são o esquema de rimas. Um exemplo é “One Art”, de Elizabeth Bishop.

Acróstico: Neste poema, a primeira letra de cada linha pode soletrar uma palavra, frase ou nome. Assim, você pode escrever intencionalmente um poema usando qualquer palavra de sua escolha. Um exemplo é “Nuggets”, de Sathya Narayana.

Balada: É um poema narrativo, que conta histórias. Geralmente é escrito em grupos de quatro linhas. O esquema de rimas é ABAB ou ABCB. Um exemplo é “Hurricane”, de Bob Dylan.

Fatos sobre escrever um bom poema

Escrever um bom poema beneficia o autor e os leitores. É uma coisa de duas vias. Então, é crucial que cada autor se esforce para entregar o melhor poema possível. Aqui está o que um grande poema implica.

  • Um poema expressa suas ideias sobre um evento.
  • É uma base para comunicar sentimentos pessoais e criar relações mais fortes.
  • Normalmente é social. Permite que pessoas que compartilham os mesmos valores se conectem. Pode ser através de um grupo de poesia.
  • Requer que você expanda seu vocabulário e linha de pensamentos.
  • Um poema pode inspirar ou educar.
  • O poema cria uma apreciação da vida e ajuda você a apreciar a beleza e a natureza.
  • Poesia é uma habilidade que dura uma vida inteira. Você pode escrever um poema não importa a idade.
  • É uma realização, especialmente quando reconhecida publicamente.
  • Você pode expandir qualquer tópico ou linha de pensamento de sua escolha.

Passos para escrever um bom poema

Escolha uma ideia ou tópico: Uma ideia ou tópico geralmente é um ponto de partida para o seu poema. Pode ser ainda mais fácil se você tem um tema em torno do seu tema. Seu tópico deve ser algo com que seus leitores possam se relacionar. Pode ser algo que você goste ou até mesmo alguém que você admira.

Escolha o tipo de poema: Isso vai ajudá-lo a padronizar seu tópico para a forma que você escolher.

Se seu poema será curto ou longo será determinado pelo tipo de poema. Por exemplo, você vai precisar de menos estrofes para uma balada do que um soneto.

Leia outras poesias relacionadas: Você não tem que realizar um monte de pesquisa para escrever um poema como outras obras literárias. No entanto, você precisará passar pelo trabalho de outros poetas que se relacionam com a forma que você escolhe. Também vai inspirá-lo a escrever o poema.

Escreva um rascunho em prosa: Agora que você tem uma ideia ou tópico, é hora de construir algo com o seu tema. Você não está escrevendo o poema real ainda, mas um enredo. Anote o que vier à mente. Não é seu esboço, mas um esboço da história que deveria apontar.

Faça uso de dispositivos literários: Bons poemas contêm dispositivos literários. Eles te ajudam a “mostrar” e não apenas “contar” seu poema. Então, eles criam uma imagem na mente do seu público. Então você pode fazer uso de símiles, metáforas e simbolismos para impulsionar seu poema. Eles fazem seus leitores experimentá-lo além do significado comum.

Você representará uma ideia abstrata com uma palavra, frase ou objeto quando usar simbolismo. Às vezes, seu poema pode ter mais de um significado, deixando os leitores interpretá-lo à sua maneira.

Usar metáforas e símiles efetivamente pode ajudá-lo a escrever como um poeta renomado. Além disso, eles expressarão a beleza do seu poema. No entanto, você precisará pensar na maneira certa de usá-los.

Evite usar clichês: Não use pensamentos ou frases que sejam muito utilizados e fará seu trabalho parecer que não é original.

Escreva de seu coração para que soe como você quando lido em voz alta. Seu poema deve fazer os leitores sentirem o que você está escrevendo. Você tem que ter cuidado ao usar símiles e metáforas, pois eles podem parecer clichês.

Escreva por si mesmo primeiro: Às vezes, a pressão de escrever para uma audiência ou manter uma regra pode fazer seu poema parecer rígido. Então, sente-se e escreva para você. Escreva porque você gosta e quer se expressar. Dessa forma, seu poema pode ser mais flexível e mostrar seus pensamentos internos.

Leia seu poema em voz alta: Lê-lo em voz alta para si mesmo vai ajudá-lo a saber se está refletindo seu tom. Também pode fazer você alterar linhas que não sentem ou soam direito. Você também pode lê-lo para outra pessoa para verificar e fazer mais ajustes.

Faça uma pausa: Quando terminar com seu rascunho, não comece a revisar imediatamente. Tire um tempo para descansar ou se envolver em outra atividade. Ele vai ajudá-lo a revisá-lo com novos olhos e uma cabeça limpa.

Revise seu trabalho: Revisar seu poema exigirá paciência. Divirta-se enquanto revisa. Você pode deixar seu grupo de poesia criticá-lo construtivamente ou dá-lo a um editor profissional de poesia. Seja qual for a opção que você escolher, tome seu tempo para chegar a um grande poema.

Uma dica útil: Leve todas as críticas a sério, seja construtiva ou não. Aprenda com as críticas e melhore sua escrita. É melhor para um grupo criticar seu trabalho do que para o seu público fazer o mesmo.

Conclusão

Escrever um poema é uma maneira de expressar seus pensamentos e sentimentos interiores. Mas você tem que escrever um bom poema para o seu público desfrutar quando publicado. Sua capacidade de ser flexível e usar os passos adequados pode fazer a diferença. Por fim, seja criativo quando estiver escrevendo e aproveite o processo.

CJ grew up admiring books. His family owned a small bookstore throughout his early childhood, and he would spend weekends flipping through book after book, always sure to read the ones that looked the most interesting. Not much has changed since then, except now some of those interesting books he picks off the shelf were designed by his company!