Capas de livros de fantasia contemporânea

by CJ McDaniel // abril 19 // 0 Comments

A Fantasia Contemporânea é um subgênero onde criaturas mágicas estão escondidas entre nós. Esses contos são ambientados nos tempos modernos, e muitas vezes parecem muito familiares, mas há sempre algo diferente sobre as realidades em que esses livros se estabelecem. Esses elementos oferecem a capacidade de criar capas incríveis mesclando tanto o familiar quanto o desconhecido. Abaixo estão algumas capas que fazem exatamente isso.

  Soldado #4 por Noah Chinn

1. Soldado #4 por Noah Chinn

A capa do Trooper #4 faz um ótimo trabalho invocando sentimentos de suspense e ação. A mão de uma mulher aparece de perto segurando uma arma enquanto seu dedo está posicionado no gatilho – pronto para atirar. Figuras escuras podem ser vistas ao fundo, adicionando um ar de mistério à capa.

O recurso que mais se destaca neste design de capa é:

Layout – A forma como o artista de capa montou o projeto funciona bem com o título do livro. A mão da mulher segurando a arma automática dá uma pista de que ela é uma policial – que é transmitida pela revelação de uma parte de sua camisa azul uniforme. As figuras no fundo são escuras e desfocadas, e complementam bem o design geral.

O Livro de Eli por Sam Moffie

2. O Livro de Eli por Sam Moffie

A capa do livro de Sam Moffie, O Livro de Eli, é genial em integrar o título e o enredo. A capa mostra uma visão de um homem em pensamento profundo perguntando a Deus, “por que eu”, com raios solares brilhando sobre uma nuvem de halo com a resposta, “por que não” escrita ao lado dela. Isso conta visualmente a história de um homem em uma jornada pessoal em direção à autodescoberta e espiritualidade.

O melhor recurso deste design de capa é:

Tipografia – A imagem fotográfica e os elementos de design digital são ousados e criativos, porém a tipografia realmente lhe dá a ideia do enredo se formando dentro deste livro. O texto do título ousado está em boa colocação, e o texto destacando o diálogo entre o homem na capa e Deus lhe dá uma melhor compreensão do significado pretendido do livro.

The Griffin's Flight (The Fallen Moon, Book 2) de K.J. Taylor

3. The Griffin’s Flight (The Fallen Moon, Book 2) de K.J. Taylor

Esta capa retrata uma visão muito mágica e mística em uma história aventureira. Um homem é mostrado voando acima nos céus na parte de trás de um pássaro grande e encantador. O homem parece animado enquanto ele e o pássaro voam acima da terra fria e escura abaixo.

Uma grande característica sobre o design de capa deste livro é:

Realismo – Esta capa fornece um vislumbre muito real de um tempo de grande aventura e propósito. Os detalhes mostrados no rosto do homem indicam que ele está se divertindo, enquanto cumpre uma grande missão com seu grande companheiro emplumado. O pássaro também é excepcionalmente detalhado, o que ajuda a dar vida à capa.

Nunca Falamos Sobre meu Irmão por Peter S. Beagle

4. Nunca Falamos Sobre meu Irmão por Peter S. Beagle

O design de We Never Talk About My Brother é ao mesmo tempo real e elegante, com tons neutros de marrons, beges e tons dourados enfatizados, que fazem você sentir a seriedade do tom do livro. O tipo elegante escolhido para a letra “B” na capa realmente adiciona o toque final perfeito.

A melhor característica do design desta capa é:

Cores – O design da capa deste livro não é muito revelador do que pode ser encontrado dentro do enredo, porém as cores proporcionam uma tonalidade séria. Ao dar ênfase aos tons neutros, a capa dá a sensação de que há uma história intrigante e interessante para ser lida.

CJ grew up admiring books. His family owned a small bookstore throughout his early childhood, and he would spend weekends flipping through book after book, always sure to read the ones that looked the most interesting. Not much has changed since then, except now some of those interesting books he picks off the shelf were designed by his company!